1ª edição do Amazon Game Zone premia jogo desenvolvido em Manaus

 em Notícias

Painel sobre mercado de games contou com representantes da PetitFabrik, SEBRAE Amazonas, Black River, UEA, Flying Saci Game Studio, Flameseed Productions e Ludic Studios.

Na última quinta-feira (19), aconteceu o Amazon Game Zone, realizado pela Amazon Forest Game Studio, em parceria com FPF Tech e INDT. O evento visa à promoção da troca de experiências, reunindo entidades, desenvolvedores, designers, estudantes e outros profissionais interessados no mercado de jogos digitais.

Na pauta da discussão, debates sobre a indústria de games e as oportunidades de desenvolvimento do ecossistema local, por meio de maior sinergia entre os estúdios e desenvolvedores.

Os participantes do evento também tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre os jogos que participavam da competição.

Para Leonardo Santos, um amante de jogos digitais, eventos como o AGZ, contribuem para o fortalecimento da indústria e do cenário na nossa região.

“Mostrar que temos talento e potencial para desenvolver, além de dar o ponto inicial no mercado de jogos que cresce todos os dias.” — complementa.

Para Olímpio Neto, CEO da Petit Fabrik e representante da Amazon Forest Game, eventos como o Amazon Game Zone buscam caminhos possíveis para expandir e impulsionar o nosso ecossistema local de games.

Palestras

Durante o evento, palestras com diferentes profissionais que atuam em áreas de games foram apresentados para o público.

Estevão Queiroga, diretor criativo da PetitFabrik, destacou a importância do storytelling e compartilhou sua experiência no mercado.

A primeira do dia ficou por conta de Estevão Queiroga com o Storytelling Para Games. Na palestra foram abordados os princípios universais das histórias, criação de personagens, além de como encontrar uma razão para sua história existir.

Humberto Rodrigues apresentou mais sobre a área de design em jogos com desafios e insights em game design.

A segunda palestra apresentou o processo de Game Design. Contando com a participação de Humberto Rodrigues, a palestra apresentou desafios e insights em game design, além de como trabalhar com desafios e recompensas dentro de jogos, GDD, exemplificações como o carro versus a roda, além de como projetar com sobras e sintonização do time.

Em sua palestra, Eduardo Zolhof apresentou exemplos que mostram como o áudio e a trilha são importantes na composição de games digitais.

Por fim, Eduardo Zolhof, compositor e sound designer da Black River Studios, apresentou mais sobre Áudio como ferramenta na produção de um game. Na palestra, Eduardo mostrou como o trabalho de áudio impacta na produção de um game, apresentando diferentes exemplos. Zolhof também mostrou diversas ferramentas que fazem parte do processo de criação de um game.

Em sua primeira edição, evento reuniu desenvolvedores, designers e entusiastas do universo de games

Competição de alto nível

Além de diversas palestras e mesa redonda, os participantes do AGZ também tiveram a oportunidade de inscreverem projetos de games para escolha do melhor. Ao todo, 10 equipes apresentaram seus projetos para a escolha do público e dos jurados. O vencedor da competição recebeu como prêmio um notebook de alta performance AVELL G1750 MUV RTX.

As equipes foram: Super Catup, Beyond Amazon Puzzle, Wrecking Ball Pilot, This is Us, Torre Mestra, Brazillian Politician Simulator, Project Looper, Sorry Alice, Take Meout e Decoder.

Nesta primeira edição, o vencedor foi o game Project Looper, um jogo puzzle em 2D, projetado exclusivamente para smartphones. No jogo, Steven, jogador principal, fica preso em um loop temporal e não percebe isso.

O jogador atua como uma espécie de entidade que controla e observa as ações de Steven, interagindo com cenários e modificando-os à medida que novos caminhos são descobertos. Assim, o jogador começa a progredir nas fases e descobre que ele não está ali por acaso e que um mistério maior está por trás de tudo.

O game Project Looper, ainda em desenvolvimento, possui apenas duas fases jogáveis, mas, segundo seus idealizadores, a intenção é que cheguem a oito no total.

A equipe campeã foi formada pelos desenvolvedores Victor Vasconcelos, Ruy Neto e a designer Mariana Lopes. A ideia da criação desse game surgiu durante o tempo em que se conheceram na Apple Developer Academy.

“Esse evento é um dos primeiros passos para movimentar o cenário de games aqui da região… temos uma comunidade muito dispersa e eventos como esse nos aproximam de outros desenvolvedores, além de ser uma ótima oportunidade para networking, como também, um estímulo para a comunidade continuar sempre produzindo novos jogos”, ressaltou Mariana.

Confira os destaques na imprensa

Bom Dia Amazônia

Bom Dia Amazônia | ‘Amazon Game Zone’ reúne empreendedores digitais em Manaus | Globoplay
Entusiastas do mundo dos games trocaram experiências.
globoplay.globo.com

Portal do Holanda

Sobre o Amazon Forest Game Studio

O Amazon Forest Game Studio é fruto de uma parceria do INDT, da FPF Tech e da Microsoft. Inaugurado em 2019, o estúdio tem a missão de desenvolver o ecossistema de games e a formação de competências locais dentro da região Norte. Seu espaço também promove concursos, premiações e treinamentos utilizando profissionais e empreendedores digitais da área.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Sistema para automatização do processo de alimentação da empacotadora dos blocos de recado

 

BENEFÍCIOS

TECNOLOGIAS

Plataforma para modelamento Creo, plataforma de modelamento Solid Works, programação PLC, linguagem Ladder, normas NR 10 e NR 12.  

 

×